11 dezembro 2013

Terror Gótico no Século XIX

O que achou? 
O terror gótico do décimo oitavo século teve suas origens com o seminal e controverso O Castelo de Otranto de Horace Walpole. Este marcou a primeira vez em que um romance moderno incorporou elementos do sobrenatural ao invés de elementos do realismo. Na realidade, a primeira versão foi publicada disfarçadamente como um romance medieval italiano que fora supostamente descoberto e posteriormente republicado por um fictício tradutor. 
Uma vez revelado como sendo um autor contemporâneo, muitos o consideraram anacrônico, reacionário ou simplesmente como portador de mau gosto, mas o mesmo provou-se como sendo popular imediatamente. Esta primeira obra de terror gótico inspirou obras como Vathek de Matthew Beckford, Os Mistérios de Udolpho, O Italiano  de Ann Radcliffe e O Monge de Matthew Lewis. 





Uma significante quantidade de obras do gênero de terror nesta era foram escritas por mulheres, o que fez com que tais obras alcançassem uma maior audiência feminina, devido ao fato de as engenhosas protagonistas femininas comumente sofrerem em soturnos castelos.




A photograph of Edgar Allan PoeA proliferação de baratas revistas periódicas na virada do século popularizou a ideia de escrever obras do gênero de terror. Um autor que especializou-se em terror às massas através de revistas como a All-Story Magazine foi o Tod Robbins, cuja ficção lidou com temas de loucura e crueldade.4 5 Posteriormente, publicações especializadas emergiram para dar aos escritores do gênero de terror uma saída, entre estas, a Weird Tales (Revista na qual H.P Lovecraft publicou seus primeiros trabalhos) e Unknown Worlds .
Influentes autores do gênero de terror do início do século XX tiveram o início de suas carreiras através destes meios. 


Especialmente, o venerado autor de terror fantástico H.P Lovecraft, que com seu duradouro Cthulhu Mythos, foi pioneiro no gênero de horror cósmico, e M. R. James é creditado por redefinir as estórias do sobrenatural daquele tempo. O início do cinema foi inspirado por muitos aspéctos do horror na literatura, e o começo do terror no cinema deu início a uma forte tradição de filmes de horror e subgêneros baseados em ficção de terror que continua até os dias de hoje. Do início, subindo até as representações de violência e demasiada quantidade de sangue na tela, comumente associadas com os filmes e estórias de quadrinhos (Tais como os publicados pela EC Comics, famosa por séries como a Tales From The Crypt) das décadas de 1960 e 1970, leitores satisfizeram-se em suas buscas por imagens de horror que a prateada tela de cinema não podia proporcionar, graças a estes quadrinhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visualizações