29 junho 2013

A morte bate a porta

O que achou? 

Numa certa noite no interior, em meio a uma roda com fogueira, muito frio e histórias de terror, um certo garoto lança um desafio ao amigo. 

"Faremos uma aposta, eu duvido que o você, Marcio, entre no cemitério a meia noite!"

Marcio então respondeu ao amigo:

"- Aceito o desafio e não só entro como ainda trago algo para comprovar que estive lá."

Então a meia noite ambos foram ao portão do cemitério, o amigo para ver com seus próprios olhos que Marcio entraria. Marcio entra, e o amigo assustado com a escuridão corre de volta para casa e fica lá com os outros amigos esperando o retorno de Marcio.

Marcio com muito medo, começa a ouvir passos e vozes, olha para traz e nada vê, somente uma enorme escuridão, com muito medo, arranca uma cruz do cemitério e corre desesperado de volta para casa. Ao sair do cemitério ao longe escuta gritos de desespero.

Chegando em meio aos amigos, entra em casa sorridente e mostrando a todos sua coragem, com aquela cruz na mão, provando ao amigo que não tem medo de mortos. Os dois ficam rindo da aposta, quando adentram em casa um outro amigo corre dizendo:

- Marcio, o João Alves está ai fora te procurando, ele veio buscar algo dele que está com você.

Marcio olha desesperado para o amigo e diz: - Mas eu não conheço nenhum João Alves, e no mesmo instante os dois olham para a cruz e para espanto dos dois, na lápide havia o nome... "João Alves".

Fonte: jura em prosa e verso

Um comentário:

  1. Anônimo8.1.14

    Luisa de Cruz Alta- RS disse: Não se pega pra si nem pros outros mortos, nada que já tenha dono, dentro do cemiterio, pois a campa é a casa do morto, e se entrassem na sua casa e pegassem algo que é seu, o que vc faria? Daria queixa na policia por roubo, lógico ou tentaria correr atras do ladrão. Mas com os mortos é diferente... Eles não podem dar queixa na polícia por roubo, então vão atrás do ladrão!!!! Fique atento quando adentrar em um cemiterio, faça o sinal da Cruz, tire o boné, o capuz a boina, não entre comendo sanduiche, diga pras crianças que não corram lá dentro, seja como for, por mais lindo ou por mais interessante que seja aquilo q vc quer pegar e levar com vc, não pegue, as vezes, as almas dos outros mortos nos atentam, nos forçam a roubar as coisas da catacumba doutro finado, por inveja, por eles não terem o que o outro tem, uma foto, uma flor, uma cruz, pro outro ficar sem, então não caia nessa armadilha, pois o DONO SEMPRE VEM BUSCAR O QUE É SEU. E também procure evitar ao máximo pisar ou caminhar por cima das campas principalmente quando não tem sol (dias chuvosos, qdo o sol já baixou, ou qdo não nasceu ainda), pq pros mortos a campa é sua casa, vc gostaria q alguém ficasse andando em cima de sua casa sujando com seus pés? Não acenda velas pra quem morreu queimado ou carbonizado o eletrocutado, soa como uma afronta, então coloque garrafas sem tampa cheias de água em cima da campa do finado, e flores frescas ou de plastico, reze, mas não acenda velas e também quando ouvir chamar seu nome em qualquer lugar tenha certeza de que alguém vivo lhe chamou mesmo, as vezes os mortos nos chamam pq querem q façamos algo para eles, chamam e se nós respondemos é pq consentimos e aceitamos estar sujeitos a suas ordens e daí vira o "encosto". Nunca diga entre quando ouvir bater na porta sem ninguém ter batido, nem por brincadeira, pode ser uma entidade do mal que entrará em sua casa, ou onde vc estiver. Não são conselhos, são regras pq até os mortos não toleram certas coisas, não esqueça que eles já estiveram vivos e alguns ainda pensam q estão. Boa sorte!!!!

    ResponderExcluir

Visualizações